Fórum baseado na saudades


    Ficha - Lryzqel

    Compartilhe
    avatar
    Flavio
    Novato(a)
    Novato(a)

    Mensagens : 2
    Data de inscrição : 02/01/2017
    Idade : 21

    Ficha do personagem
    Vida:
    1000/1000  (1000/1000)
    Cosmo:
    1000/1000  (1000/1000)
    Nível: 1

    Ficha - Lryzqel

    Mensagem por Flavio em 9/1/2017, 01:29

    Ficha de personagem



    Informações

    Dados

    Nome: Lryzqel
    Sexo: Masculino
    Idade: 21
    Signo: Câncer
    Veste: Armadura de Ouro de Câncer

    Aspectos

    Físico:
    Seu porte físico um tanto desleixado por causa de suas imperfeições na pele parda, seu cabelo de cor azulada sempre desarrumado e seu jeito de andar não condiz com seu patamar de Santo de Ouro, mesmo com um aspecto magro e as vezes parecendo um bêbado por seu jeito de se vestir simples e sempre com cheiro de álcool, tem seu corpo definido e com seus 74 quilos bem distribuído em seu corpo. por algumas vezes é capaz de pega-lo com uma barbicha também da mesma cor que seu cabelo devido a falta de atenção que tem com sua beleza, a cor de seus pelos no geral, sobrancelhas, cabelo, barba é de cor azul porém um pouco escura confundindo com um roxo mais fraco. Mede cerca de 1,86 de altura e tem braços um pouco largos e não muito musculosos, suas coxas também não são tão malhadas, mas tem ambas definidas e dentro de seu padrão magro é bem em seu porte físico. Uma voz meio roca e um jeito "vagabundo" de se vestir são os que lhe predominam mais, alguns cavaleiros tem uma maneira mais bonita para se vestir, mas seu jeito simples é bem incomum, por seu vício de bebida sempre usa trajes simples e algumas vezes rasgadas em algumas pontas, calça de tecido simples de algodão assim como sua camiseta, sapatos comuns encontrado nas ruas em um estado apto para uso. Utiliza nos ante-braços uma faixa em cada, de cor branca que cobre todo até um pouco do seu punho, faixas simples de uso medico. Normalmente é encontrado com a sua camisa de cor preta e a calça vermelha. Em algumas ocasiões não utiliza de seu elmo quando vestido de armadura, dias sim e dias não ele utiliza o seu conjunto completo mesmo achando que o seu elmo dourado da armadura atrapalhe em algumas coisas.  

    Psicológico:
    Um bêbado. É a melhor definição para o Cavaleiro de Câncer, alcoólatra e com um jeito bondoso de tratar as pessoas, as vezes se machuca com oque lhe diz respeito, piadas maldosas por seu vicio em álcool, mas nada que lhe deixe deprimido e que lhe faça mudar, sempre sorrindo escondendo seus verdadeiros sentimentos, seu pensamento em não demostrar fraqueza é sempre mais forte que qualquer coisa, por isso aproveita para zombar de si mesmo quando é humilhado em publico, mas a raiva pode ser maior e a demostração de superioridade com seu instinto assassino fala alto em um ato de assustar e fazer com que as pessoas mudem oque pensam sobre ele. Dentre os Cavaleiros é o que mais gosta de estar exposto em alguma noticia, os holofotes nunca são demais para ele, mas isso tem um limite e não força situações para ser dito como "grande" e sim usa de seu senso de justiça para aparecer e ser pelo povo um Cavaleiro ideal com verdadeiro proposito de paz. Sua justiça é feita por sua própria mão, sem essa de ser julgado e condenado apenas por prisão, aquele que rouba, estrupa, trai a confiança de alguém, aproveitador e os demais que ele julgue como "criminoso" serão julgado e sentenciado por ele em pessoa, a execução de quem errou por escolha é o melhor castigo para este Cavaleiro, tem o pensamento que tudo é questão de escolha e ninguém é tão "retardada" a ponto de não medir consequências ao praticar atos ilícitos, mesmo que seja o ser mais inofensivo ele não exita em matar, pode ser de todos o mais fiel e bondoso de todos os Cavaleiros, mas também pode mudar para o mais cruel em questão de tempo. Mesmo que por muitas vezes seja julgado também como um homem mal, é fiel a Atena e apenas a Deusa é capaz de apenas com palavras parar qualquer ação que esteja prestes a fazer, mas não é capaz de mudar a opinião do mesmo diante do que for. É bastante atento a todos os detalhes então se alguém se portar de mal forma não será fácil tirar a primeira impressão que ele tem, não costuma confiar muito nas pessoas e nem mesmo ficar perto de ninguém que não seja seu "amigo", mesmo em mesa de bares a sua mesa é solitária por escolha do mesmo, alguns laços formado pela amizade e a paixão se tornam tão fortes que são capaz de mudar o cavaleiro. Bastante prestativo a Atena e um tanto calado, não costuma falar com frequência, mas quando resolve falar é sempre direto e as vezes longo em seu discurso, se está sério é um homem bastante frio e ignorante, mas se está de bom humor dirá tudo de forma brincalhona e sempre sorrindo.

    Personagem

    Habilidades:

    Hidrocinese A Hidrocinese consiste na capacidade de manipular e invocar água de forma livre. Até mesmo o seu cosmo se torna água com forme seu desejo for, sua capacidade vai de conjurar através do seu cosmo até manipular da própria natureza, qualquer local com água, úmido, e até mesmo água congelada podendo assim derrete-la para usufruir como desejar. Câncer é um signo de água e por isso seu usuário despertou esse poder, manipular e conjurar água é como respirar para seu usuário, não tem nenhum esforço físico e mesmo sem suas mãos é capaz de fazer oque quiser apenas com sua mente que é o centro de todo seu potencial.

    Dentre sua manipulação apenas uma é a mais complicada por requer esforço psicológico. A manipulação de água pode ir além de apenas "água" da natureza ou que seu cosmo produz. Dominação de sangue é uma das brechas que a hidrocinese abre para expandir seu território, com isso o manipulador pode converter fluxo sanguíneo e até causar da mais simples hemorragia até por para fora sangue por qualquer saída que seu alvo tenha. A manipulação de sangue é descrita como "covarde" para o Cavaleiro de Câncer, mas nada que lhe impeça de utilizar mesmo requerendo esforço mental.

    Particularidades:

    História:
    Nascido no nordeste brasileiro em um família simples como qualquer uma de baixa renda, mas que eram capazes de se sustentar por meio de seus esforços para se manter vivos. Durou pouco tempo desde seu nascimento em sua cidade natal, um brilho de cosmo diferente chamou atenção do Santuário, mesmo sendo jovem( 4 anos ) foi chamado para treinar na Grécia, visando um futuro melhor para seu filho, seu pai e mãe abriram mão de criar-lo e deixaram que ele fosse levado ao Santuário de Atena, não foi fácil nos primeiros dias para aceitar a separação de sua família, mas com o tempo pode entender um pouco do que significava tudo aquilo que acontecia tão cedo em sua vida, seu futuro dependia apenas dele mesmo.

    Seu potencial desde criança foi um fator importante em sua conquista para vestir a Armadura de Ouro de Câncer, com apenas 13 anos foi nomeado Cavaleiro de Ouro. Era comum que crianças fossem nomeadas Cavaleiros desde cedo, mas ser nomeada um santo de ouro causou certo afobamento aos demais sobre seu verdadeiro potencial, duvidas alheias surgiram com a sua nomeação, mesmo jovem e possuidor de grande poder muitos duvidavam de sua maturidade, apenas um teste poderia espantar toda desconfiança afora. Por algumas vezes, rastros de destruição vinham sido identificado pelos Cavaleiros e esses rastros além da compreensão humana, intrigava aos mais antigos do Santuário, Cavaleiros Sagrados com poder e experiência julgaram como rastros de Espectros, estrelas malignas de Hades. A primeira missão para provar seu verdadeiro poder estava prestes a surgir desde então.

    Como seria sua primeira vez a frente de uma missão, foi ordenado a levar consigo dois cavaleiros de prata e um de bronze. Acatando ao pedido e levando com ele os Cavaleiros de Pavão e Taça, e o bronze de Lince. Uma equipe equilibrada e que deveria ser o suficiente para concluir a missão sem percas e nenhum susto no caminho, mas não era esse o destino que os Deuses queriam para o jovem Cavaleiro de Ouro que sem experiência de guerra, partiu rumo ao seu destino com seus companheiros. Não demorou muito até que chegasse em seu destino, Cavaleiros com velocidades absurdas não levaria muito tempo até chegar em seu local designado. Como previsto tudo estava acabado em chamas, casas reduzidas a cinzas e apenas três sobreviventes agonizando sob os destroços, a mando de seu líder foram salvos até surgir uma presença à mais, um cosmo capaz de se igualar ao de um Santo de Ouro. Fogo não seria problema para apagar, mas lidar com quem estava a sua frente sim. Uma sapuris, bonita e bem grande, seu brilho negro era forte quanto ao da armadura de ouro.

    Aquele espectro emanou tamanho cosmo capaz de por de joelhos o Cavaleiro de Câncer, seus companheiros em estado critico. A armadura de ouro protegeu-o da morte, mas não de ferimentos graves em todo seu corpo, se levantou e emanou um cosmo grandioso, seu brilho estava intenso, mas não seria capaz de derrotar o espectro a sua frente, apenas sua gargalhada e zoação com a situação dos guerreiros de Atena era assustadora, naquele momento a primeira falha estava a caminho. Aceitar aquela derrota não era a sua ideia, mas sim morrer com seus companheiros tentando vencer seu inimigo, apenas um braço estava apto a ser utilizado livremente enquanto o outro foi restringido em seu movimento, mirou com a mão aberta em seu alvo, tremendo um pouco por conta de seus danos concentrou todo seu cosmo naquele golpe, mas mesmo usando daquilo e disparando um forte tiro dourado ele teve outro destino, aquele espectro parecia ter sido limitado e então sua face mudou e dali desapareceu antes de Lryzqel de Câncer cair de bruços no chão.

    Acordou três dias depois com seus ferimentos curados, mas ainda sentindo um desconforto em seu ombro e punho direito onde foi restringido por causa dos danos. Por algum tempo se trancou em sua casa zodíaca e se recusou a sair em publico, seu fracasso ficou conhecido pelas mortes em suas costas, mas não deixou que aquilo lhe afetasse, mesmo com tamanha vergonha ele precisava encarar aquilo e ir em frente, um teste dos Deuses foi entrego e como trataria aquilo só dependeria dele, mas não era capaz de por pouca coisa tratar as pessoas como lixos, mas as vezes seu limite era alcançado e por diversas vezes fez qualquer humano tremer diante de seu cosmo e provando da maneira bruta que não era o fraco que foi descrito por anos.

      Data/hora atual: 22/11/2017, 14:45